Hoje parei para um almoço corrido no agradável Z-Deli e me deparei com um texto à mesa que achei excelente. Copiei para escrever aqui no blog…

Aos 4 anos, a mãe sabe tudo! Aos 8, a mãe sabe muito! Aos 12, a mãe não sabe tanto.  Aos 14, a mãe não sabe nada. Aos 16, a mãe não existe e aos 18, está fora de moda. Aos 25, se calhar ela percebe isto. Aos 35, antes de decidir, pergunto à mãe. Aos 45, pergunto-me: o que a mãe pensará disto? Aos 85, quem me dera poder perguntar à minha mãe sobre isto.