Já são 15 anos sem Mussum e por esse motivo estou recebendo pelo  twitter comentários do #mussumday, uma forma tecnologicamente criativa de prestigiá-lo. Um deles apresenta o post no blog Poltrona.tv que fala de uma forma muito educativa sobre a carreira desse “ídolis” da nossa cultura televisiva. Graças à ferramentas de mídias sociais e, claro, às boas e pacientes almas que se preocuparam em um dia gravar tudo em suas fitas cassetes emboloradas, conseguimos rever um pouco desses personagens que fizeram parte de nossas vidas.

Bom, como a coisa é viciante, acabei achando um esquete que se chama Mussum e a grávida! Para quem já foi fã de poltronis com mamadeira de suco de uvis como eu (que vergonha mammy!) com certeza renderá boas risadas. No meu caso, boas tremidas no barrigão também.

” É menina! Com certezis!”