Jean (marido, pai e especialista em carrinhos para bebê) e eu saímos à caça de um carrinho que satisfaça as nossas necessidades e conforto da Malu. Não é uma tarefa fácil, nem barata. Diria que comprar carrinho de bebê é uma arte!

Conseguimos olhar algumas marcas e modelos e pedi para que me ajudasse a descrever as nossas percepções aqui. Se alguma alma boa tiver dicas experientes no ramo aceitaremos de coração e bom grado.

Pensando nos fatores: conforto, peso, praticidade, durabilidade, segurança dos que vimos, esses foram os que mais gostamos:

Maxi Cosi

Mura Flamingo

Mura Flamingo

Pontos fortes

  • Facilidade em abrir e fechar
  • Único com forro de neoprene o que faz com que o carrinho não esquente muito
  • O estofado é mais macio
  • Tem pneus com câmara de ar o que faz com que o carrinho não trepide em ambientes de diferentes níveis
  • Design diferenciado
  • Aceita crianças até 4 anos ou 20 kg

Pontos fracos

  • Preço. Por ser importado vale mais a pena trazer de fora
  • Peso: são 13 kg de pura malhação
  • Para fechar é necessário retirar o bebê conforto ou moisés (depende do que for usar)

Chicco

Pontos fortes

  • Pesa 8 kg
  • Fecha em guarda-chuva, muito fácil
  • Diversidade de cores
  • Adaptável para crianças até 4 anos
  • Mais fácil de encontrar
  • Dá para mudar o tecido

Pontos fracos

  • É igual a qualquer outro, sem glamour e design
  • Não é tão mais barato
  • O tecido não é tão confortável como o neoprene
  • As rodas não são de câmara de ar

No fundo, é uma questão de conciliar  a preferência com o bolso. Nós queremos carrinhos com rodas grandes, por que dá menos tremor para passear. Só que esses modelos são mais caros. Eu até já tomei a decisão pelo maxi cosi mura, mas antes de comprar vou ver se dá para absorver o custo! Se não der, vamos atrás de algo que atenda! O mura me atrai por que durará vários anos, especialmente por que a Malu deverá ter um irmão/irmã em pouco tempo. E eu sou particularmente adepto do lema “o barato sai caro”, ou seja, aceito pagar mais se a qualidade for claramente superior [escrito por Jean – encantado pai da Malu e felizardo marido da mãe da Malu].